LITERATURA TÉCNICA - FILTROS COALESCENTES
Especificações dos Graus de Filtragem

Grau Eficiência de
remoção
particulas
0,3 a 0,6 µm
Partícula
aerossol
máxima
encontrada
Partícula
sólida
máxima
encontrada
Perda de carga em psi
na vazão nomial
Cor
Elemento
seco
Elemento
úmido
2
4
6
8
10
3P
99,9999+%
99,995%
99,97%
98,5%
95%
98,5% ef.
Sólidos 0,5 µm
0,4 µm
0,6 µm
0,75 µm
1 µm
2 µm
-----------
0,1 µm
0,2 µm
0,3 µm
0,4 µm
0,7 µm
3 µm
1-1,5
1-1,5
1-1,5
1-1,5
0,5
0,5
6 - 8
3,5 - 5
2 - 2,5
1 - 1,5
0,5 - 0,8
------------
Verde
Amarelo
Branco
Azul
Laranja
---------

Curva de Saturação do Elemento Coalescente

A Queda de Pressão é um sinal da necessidade de substituir o Filtro.
A curva de saturação do elemento coalescente padrão, de porosidade graduada mostra a relação clássica entre a queda de pressão e a vida. A sujeira é acumulada no elemento do filtro de maneira bem constante durante os primeiros 75% da vida de um filtro; assim, a queda de pressão permanece relativamente constante durante esse período. No final da vida de um filtro, a queda de pressão aumenta drasticamente e a reincorporacão do óleo começa a ocorrer. De modo geral, um filtro deve ser substituído quando a queda de pressão chega de 8 a 10 psig.

  Elemento Inicial (psi) Troca (psi)

6C Coalescedor 2 - 2,5 (úmido) 1 - 1,5 (seco) 8 - 10
AU Adsorvedor (carvão ativado) 1 - 1,5 Qualquer Aumento
3PU Interceptor (celulose plissada) 0,5 12

 

Para maiores informações consulte a FARGON